Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Amável

13
Nov20

2 séries inspiradas em histórias reais para ver agora

Ambas disponíveis na Netflix

Juliana Sousa

Antes de mais importa frisar que ambas são apenas INSPIRADAS em factos reais, mas que muitas das cenas e factos apresentados são apenas e puramente ficção.

Baby_S3_Promo_Photo_00.png

 

#BABY

A história real que serve de inspiração à série baby aconteceu em 2014: duas jovens de 14 e 16 anos tinham uma vida de luxo, numa das zonas mais prestigiadas de Roma e decidiram entrar no submundo da prostituição para adquirir mais artigos de luxo das marcas mais famosas do mundo.

Mas esta série italiana foi muito além do tema da prostituição, se pensas que vais ver inúmeras cenas de nudez, sensualidade e sexualidade, estás redondamente enganado, o sexo, violência e drogas são tratados de forma discreta. O contexto social bate à porta em todos os episódios, seja para retratar a arrogância da elite, para criticar o racismo, a homofobia e a misoginia, mesmo a riqueza é dissecada em grupos.

Tudo começa com um grupo de alunos do ensino segundário que desafia todas as regras da sociedade para conquistar a sua independência e definir a sua identidade. Uma juventude entediada, negligenciada, à procura desesperadamente por atenção e afeto. Estes jovens têm tudo e ao mesmo tempo não têm nada.

O que mais gostei durante a série é a forma realista e imperfeita como tudo é retratado, sem as paisagens extremamente glamorosas e extravagantes que imaginamos, sem os rostos lisos e livres de borbulhas ou cicatrizes, sem transformar as personagens em vitimas em momento algum e sem mostrar qualquer maldade idealizada e premeditada.

"Se moras no bairro mais bonito e rico de Roma, sorte a tua. E o nosso é o melhor que existe".

Mas porque é que estas adolescentes ricas decidem vender o corpo em troca de dinheiro e correr tantos riscos? O que realmente as motiva? Tens de ver para ficares a saber.

Trailer 

girl-boss-netflix-amavelbyju

 

 #GirlBoss

Baseada na trajetória de Sophia Amoruso, uma jovem empreendedora que começou por vender roupas antigas no eBay e hoje, tem uma marca multimilionária com sede em Los Angeles. Girlboss é uma adaptação da sua autobiografia e mostra uma jovem estilosa, cheia de atitude e politicamente incorreta, uma anti heroína divertida que não quer saber de ser adulta.

Ambientada na década passada, a história traz boas referências à cultura pop enquanto mostra a jornada de Sophia para tomar as rédeas do seu próprio futuro, mesmo contra todas as probabilidades e as inumeras desconfianças alheias. E é tão bom ver uma miúda com uma ideia genial a superar todos obstáculos para seguir os seus sonhos que vais ficar com vontade de abrir o computado e começar já a criar o teu negócio. 

Apesar de, no inicio, a série não ser exatamente aquilo que eu imaginei, a personagem principal é definitivamente uma “Crazy bitch” e apesar dos looks giros vive praticamente como uma sem-abrigo, é egoísta, agressiva e odeia trabalhar, mas é isso que concebe tanto carácter à série e mostra bem mais do que apenas o lado bonito de todo o processo de criação e crescimento da marca de Nasty Gal. 

Vale ainda destacar a banda sonora vintage que lhe confere muita energia e animação. Podes ouvir aqui através do Spotify.

É uma comédia leve e facilmente fazes maratona durante o fim de semana.   

Trailer

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub